terça-feira, 20 de junho de 2017

ESTRATÉGIAS PARA TRABALHAR COM ALUNOS COM DISLEXIA


Estratégias para trabalhar com alunos com DISLEXIA
Nesta postagem trago para vocês algumas dicas de Estratégias para trabalhar com alunos com DISLEXIA.

Dislexia do desenvolvimento é considerada um transtorno específico de aprendizagem de origem neurobiológica, caracterizada por dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente da palavra, na habilidade de decodificação e em soletração. 

Essas dificuldades normalmente resultam de um déficit no componente fonológico da linguagem e são inesperadas em relação à idade e outras habilidades cognitivas. (Definição adotada pela IDA – International Dyslexia Association, em 2002.

Alguns sinais na Pré-escola


  • Dispersão;
  • Fraco desenvolvimento da atenção;
  • Atraso do desenvolvimento da fala e da linguagem
  • Dificuldade de aprender rimas e canções;
  • Fraco desenvolvimento da coordenação motora;
  • Dificuldade com quebra-cabeças;
  • Falta de interesse por livros impressos.

Alguns sinais na Idade Escolar


  • Dificuldade na aquisição e automação da leitura e da escrita;
  • Pobre conhecimento de rima (sons iguais no final das palavras) e aliteração (sons iguais no início das palavras);
  • Desatenção e dispersão;
  • Dificuldade em copiar de livros e da lousa;
  • Dificuldade na coordenação motora fina (letras, desenhos, pinturas etc.) e/ou grossa (ginástica, dança etc.);
  • Desorganização geral, constantes atrasos na entrega de trabalho escolares e perda de seus pertences;
  • Confusão para nomear entre esquerda e direita;
  • Dificuldade em manusear mapas, dicionários, listas telefônicas etc.;
  • Vocabulário pobre, com sentenças curtas e imaturas ou longas e vagas;

Estratégias para trabalhar com alunos com DISLEXIA para baixar em PDF:


Este documento foi criado para que todos os docentes envolvidos no processo de ensino-aprendizagem destas crianças e adolescentes encontrassem nele algo que os possa ajudar no seu quotidiano. Estas sugestões têm um sentido lato e devem ser ajustadas às necessidades individuais de cada criança.

Para ter acesso ao material completo, confira o link a seguir:



0 comentários :

Postar um comentário